Sábado, 3 de Novembro de 2007

Relação dos civis mortos na área do Posto do Quitexe desde 1961 até 75

Esta lista foi feita de memória por Alfredo Baeta Garcia. É possível que contenha erros e imprecisões. Agradeço que me comuniquem qualquer erro ou omissão encontrados, pois serão involuntários.

 

a) Mortos no dia 15 de Março de 1961 pela UPA:

 

 

Na vila do Quitexe:

 

        

         1 – Mulher do Faísca (José Albuquerque), ex-ciclista e empregado do Celestino Guerra (ver  aqui )

 

         2 – Mário Trangalho e sua mulher Ilda; comerciante

 

         1 – Filho de José Guerreiro (comerciante), criança

 

         2 – Maria Guerreiro, padeira e seu filho

 

2 – Casal Guerra – António Inocêncio Pereira (faleceria já em Luanda) e sua esposa Joaquina (Pais da família Guerra – Helena, Celestino, José, Jaime, Henrique e Augusto)

 

4 – Corrente, amanuense do Posto; sua mulher e dois filhos

 

 

Na sua fazenda, na zona do Ambuíla:

 

         1 – José Poço, agricultor

 

Na Lagoa do Feitiço, perto do Dambe:

 

1 – Homem, novo na terra, natural de Vila de Rei (estivera antes em Porto Alexandre)

 

Em Zalala:

 

         3 – Esposa do gerente de nome Cordeiro; Lídia Esteves, mulher de José Esteves e sua filha

 

Neste mesmo dia foram mortos, em várias fazendas da área algumas dezenas de trabalhadores contratados do Sul, genericamente chamados Bailundos e muitos outros desaparecidos dos quais nunca se soube o paradeiro.

 

b) Mortos depois do dia 15 de Março, até ao fim da guerra na área que pertenceu aproximadamente ao antigo Posto do Quitexe, e não a todo o seu concelho que a partir de certa altura se chamou Dange:

 

b.1) Mortos pela Pide / civis:

 

 

Vila

4 – Cansenza, soba do Zenza-Camuti;

 Bombeiro da Móbil e empregado de Romão & Garcia;

 Irmão do Tico cozinheiro;

Quintas, pedreiro, também empregado de Romão & Garcia;

 

Uíge?

6 –Presos e feitos desaparecer pela Pide (provavelmente no Uíge):

Cardoso, assimilado do Ambuíla;

Ambrósio do Quitoque;

 Diniz Dombe do Talabanza;

Joaquim Zangue do Quimassabi;

 Raul, forneiro do Quimassabi;

 João Landa do Talabanza

 

Nota : A relação de mortos nestes dois últimos locais não é exaustiva

Ambuíla               

1 – Velho Cussecala, louco que ficou abandonado na sanzala, morto por militares /civis

Matos Vaz

                            1 – Garcia Panzo, sapateiro, morto pela Pide

 

b.2) Mortos pela UPA / FNLA

Vila

                          4 - Empregado do Laurindo Ribeiro, sua mulher

                               e dois filhos, a 10 de Abril de 61 no segundo

                              e último ataque da UPA ao Quitexe

 

Quimbanze           3 – Homem mestiço e dois capatazes

                           1 – Amado, cerâmico, sócio do Ilídio Alves

S. João

                            1 – João Alves, agricultor, poucos dias antes de

                            acabar a guerra

 

Subida do Bumbe

2 - Madame Ruth, assim era conhecida, e um motorista branco do qual ninguém soube o nome

 

Mungage

2 – Baptista de Cariambe e um companheiro de Luanda, nesse tempo industriais de vassouras que iam buscar uma carrada de paus para as ditas.

 

Quinuma

                            1 – José Melgueira, mecânico com oficina no

                            Quitexe

Rio Duizo

                            Nicodemos, açoreano, empregado do Madeira

                            & Marques

 

Sta. Isabel- Albuquerque

 

                            1 – Encarregado, parece que natural de

                            Coimbra

Pingano

3 – Rui Pombo, agricultor; Manuel Panzo, capataz e Sebastião, enfermeiro

 

Hamba

2 – José Guerra, agricultor e Ramalho, seu empregado, no terreiro pelas 18 horas

 

Dambe

                            2 – Polícias que iam na escolta do administrador

 

 

Nota : esta relação não abarca os militares portugueses nem os guerrilheiros da UPA / FNLA mortos, nomeadamente no segundo e último ataque ao Quitexe em 10 de Abril de 61. Desconhecem-se, também, os mortos nas matas, durante a guerra

 

 

c) Depois de 1974

 

 

Vila

1 – Filho do Quigingo Panzo, de nome Swing, morto pela FNLA

 

                            1 – Domingos, sapateiro e sipaio do Tabi, morto pelo MPLA

 

Infelizmente a tragédia não acaba aqui. Prolongou-se até ao novo milénio num contínuo de horrores, mortes e destruição.

.

.

Durante a guerra de 14 anos as paredes da igreja transformaram-se num memorial com placas alusivas a todos os brancos que durante esses anos perderam a vida na área do posto administrativo do Quitexe, agora sede do Concelho do Dange.

publicado por Quimbanze às 08:09

link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De cesar1917 a 19 de Novembro de 2008 às 21:44
sou um ex-combatente e estive no quitexe 2 anos na ccs do b,cav1917 maio 67 maio 69 tenho net. á pouco tempo,e fiquei chocado ao ver como esta o quitexe, mas fico contente ao ver o renasçer a fenix. a igreja o hospital casas renovadas. será possivel tirar uma foto á casa do cantoneio outra por de tras da casa do sr.joão garcia antigo rancho militar, obrigado a kimbanze o meo blog www.cesar1917.blogspot.com
De Manuel Ribeiro Pereira a 30 de Março de 2013 às 06:25
Também eu sou um ex-combatente. Quem esteve em Angola, mesmo que só na condiçao de combatente, fica impressionado com algumas imagens que nos vão sendo mostradas. Daí, eu entender o que o Sr. Cesar1917 sente ao ver determinadas imagens! Já agora, o Sr. Cesar1917, teve conhecimento, no tempo em que esteve no Quitexe, da morte do fazendeiro, Sr. José Maria Ferreira? Se me pudesse dar alguma indicação, agradecia! Obrigado pela atenção!...
De josé cláudio a 15 de Maio de 2009 às 00:45
Segundo testemunhos de colegas de trabalho o meu pai foi morto por elementos da FNLA em Huambo 1975 ,será possivel haver algum registo oficial em Angola!
De Reis a 28 de Março de 2014 às 16:09
Conheceram antonio Silva Martins, civil mas português se conhecerão digam p f
De Reis a 28 de Março de 2014 às 16:09
Conheceram antonio Silva Martins, civil mas português se conhecerão digam p f
De Reis a 28 de Março de 2014 às 16:11
Conheceram antonio Silva Martins, civil mas português se conhecerão digam p f

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Um pormenor relevante mas...

. Cap. I - Geografia - O ...

. Cap. II - Aspectos sóci...

. Nome dos habitantes de al...

. Nome dos habitantes de al...

. Nome dos habitantes de al...

. Cap. III - Aspectos etnol...

. RELEMBRANDO TERRAS DO QUI...

. Cap. V - Os comerciantes

. O comércio

. PLANTA DO QUITEXE

. LEGENDA I

. LEGENDA II (continuação)

. LEGENDA II (continuação)

. LEGENDA III (Conclusão)

. Relação dos Chefes de Pos...

. Relação dos civis mortos ...

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds